Dê vida às suas férias!

Leve seu animal de estimação em férias

Fichas práticas

Ir de férias com o seu animal de estimação nem sempre é fácil. Não é apenas uma peça de bagagem e ele não está necessariamente acostumado a viajar. Aqui estão algumas dicas práticas para cuidar de seu animal de estimação em uma viagem, e certifique-se de que ele e seu mestre aproveitem as férias juntos.

Leve seu animal de estimação em férias

Durante o transporte

  • Se não for usado, um animal pode se sentir mal durante o transporte. Não alimente-o pelo menos 6 horas antes da partida.
  • Logo antes do início, peça a ele que faça um pequeno truque ou jogue para esticar as pernas.
  • Forneça água suficiente para que não desidrate.
  • Para animais de tamanho razoável, como gatos e cães pequenos, forneça uma gaiola confortável. A maioria das gaiolas é feita de plástico rígido perfurado para permitir a circulação de ar. Nenhuma parte do animal deve poder sair da gaiola. A gaiola deve ser grande o suficiente para permitir que o animal se levante, vire-se e deite-se confortavelmente. Cubra o fundo da gaiola com algo absorvente, como um cobertor. Grandes animais terão que viajar com uma coleira.
  • Para aves, providencie uma toalha ou pano para cobrir a gaiola durante o transporte. Isso permitirá que as aves se acalmem e façam menos barulho, o que pode incomodar você ou outros passageiros.
  • Se a viagem for de carro, deixe o animal nas costas, dobrando o banco, se possível, para grandes animais. Também é possível montar uma rede ou uma grade de separação se o animal estiver turbulento. Deixe as janelas entreabertas (o cão não deve ser capaz de puxar a cabeça para fora da janela!) Durante a viagem e nunca deixar o animal sozinho em um carro ao sol, mesmo com água.
  • No transporte público, existem regras estritas para os animais. O serviço é pago em quase todos os casos, exceto para cães-guia. Aqui está um resumo das condições para cada meio de transporte:
  • Por avião: O animal deve ser declarado no momento da reserva, especificando sua espécie e raça. Cães e gatos pequenos são geralmente aceitos na cabine como bagagem de mão, mas aqueles de tamanho maior terão que ir no porão (pressurizado, aquecido e ventilado). É mais difícil encontrar empresas que aceitem aves, coelhos ou hamsters. Lembre-se de chegar com bastante antecedência no aeroporto para completar as formalidades do animal.
  • De trem: Os cães devem ser amordaçados (exceto cães-guia). Tenha cuidado para não incomodar os outros passageiros, que têm o direito de reclamar com a tripulação. O animal deve permanecer no corredor ou no final do vagão. Nos trens noturnos, um compartimento dedicado deve ser reservado para o animal e seu dono.
  • De ônibus: as empresas de ônibus geralmente concordam em transportar animais de pequeno porte, desde que estejam em uma gaiola. Cães grandes são frequentemente recusados.
  • De barco: dependendo da empresa escolhida, os animais podem viajar normalmente em uma área reservada. Também é possível deixar o seu cão no carro se ela também andar no barco. A viagem é neste caso livre para o animal.
  • De táxi: Com exceção dos cães-guia, o motorista tem o direito de recusar o animal a bordo. Muitas vezes é mais fácil pedir um táxi que aceita animais. Uma pequena taxa é cobrada pelo transporte de animais.

No local de férias

  • Poucos hotéis aceitam animais de estimação sem problema. Para cães de grande porte, é imperativo perguntar e avisar no momento da reserva. Pequenos animais são mais facilmente aceitos. Às vezes você tem que pagar mais.
  • Algumas casas de férias, bed and breakfast ou casas de férias são animais de estimação. Aqui, novamente, é necessário prevenir antecipadamente e especificar o tipo de animal em questão.
  • Por respeito ao proprietário e para poder passar umas férias tranquilas, siga as regras específicas para cada estabelecimento e locais de férias. Por exemplo, não deixe seu animal de estimação na cadeira. Se estiver longe do seu alojamento, mesmo que por pouco tempo, não deixe o seu cão sozinho no alojamento, evitando possíveis contratempos.
  • Com raras exceções, os acampamentos aceitam animais desde que estejam na coleira, vacinados e tatuados.
  • Durante as saídas, não peça ao animal muito mais esforço físico do que ele está acostumado. Evite as horas mais quentes e pense em hidratar regularmente. Não o separe da coleira se ele não obedecer ao seu dedo e olho.
  • Embora a dieta do animal não deva mudar durante as férias, é possível aumentar ligeiramente as rações se os esforços físicos forem significativamente maiores que o habitual.
Voltar às fichas práticas
Suas férias
Um hotel
Um aluguer de férias
Uma pousada
Um parque de campismo
Uma atividade de lazer
Uma viatura de aluguer
Ao continuar a navegar neste site, aceita a utilização de cookies para lhe propor ofertas adaptadas.
Saber mais e configurar